Diário Oficial

Saiba tudo sobre a bolsa de valores no Brasil, do que se trata e como funciona. Veja também o que é preciso para publicar no Diário Oficial da União.

Antes de considerar a possibilidade de investir, é preciso conhecer as características da bolsa de valores e saber como funcionam as ações. Confira todos os detalhes:

 

O que é a bolsa de valores?

Dentro do mercado de capitais, a bolsa de valores funciona como um tipo de centralizador que é capaz de organizar as negociações de ações (e outros títulos do mercado financeiro, como moedas, debêntures, títulos públicos federais e valores mobiliários).

De forma didática, a bolsa de valores funciona como um mercado regulador, onde títulos são oferecidos e disponibilizados para compra e venda, de acordo com a alta ou queda de preços. Visto isso, é possível afirmar que as bolsas existem para proporcionar um ambiente confiável e transparente nas negociações do mercado de capitais.

Leia mais: Entenda como funciona o mercado financeiro

 

O que são ações?

Quando se fala em bolsa de valores, as ações são parte intrínseca desse ambiente de negócios. A importância das ações é justificável: quem tem ações de uma empresa possui, automaticamente, parte do capital dela.

As ações são geradas quando as empresas decidem, por motivos diversos, abrir o seu capital como uma maneira de levantar fundos.

A partir do momento em que um investidor da bolsa adquire ações de uma empresa, ele passa a ter parte sobre os lucros dela. Por outro lado, seu poder dentro da companhia é proporcional à sua parcela de ações.

Um acionista, nesse quesito, é a pessoa que detém ações de uma empresa, mas sempre lembrando que uma única ação representa uma parcela mínima do capital da instituição (como se fosse apenas uma célula dentro de um complexo organismo).

E é por isso que os acionistas que não adquiriram uma parcela significativa de ações não podem participar ou opinar durante a tomada de decisões do negócio.

Leia mais: Receita Federal – O que é DIRPF

 

Como funciona a bolsa de valores do Brasil

A bolsa de valores dentro do Brasil segue um regulamento e é fiscalizada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), além disso, possui autonomia para regulamentar as corretoras de valores que nela atuam (que também devem estar registradas na CVM e no Banco Central do Brasil).

Dentro do país, a BM&FBOVESPA é a organização que controla a bolsa de valores brasileira.

Inicialmente, criada como sendo a BOVESPA, surgiu em aliança com a Secretaria de Finanças do Estado de São Paulo, e deu origem à BM&FBOVESPA após integrar-se com a BM&F. Dessa maneira, passaram a coexistir duas bolsas:

  • BM&F, que tem como função negociar produtos agropecuários e instrumentos financeiros;
  • BOVESPA, que se mantém focada no mercado de ações.

A partir da criação da BM&FBOVESPA, o Brasil passou a deter a maior bolsa da América Latina (e terceira maior do mundo).

Dentro da instituição, os agentes de custódia são responsáveis por realizar o intermédio entre as operações de compra e venda de ações, sendo que também administram suas próprias contas e as de seus clientes. Esses agentes podem ser bancos de investimentos, comerciais e corretoras.

Leia mais: Conheça as alterações do Simples Nacional em 2018

 

Saiba o que é preciso para publicar no Diário Oficial

Através de uma agência de publicidade legal é possível saber tudo o que é preciso para publicar no Diário Oficial da União, dos Estados e dos Municípios.

Navegue pelo site do Diário Oficial-e e veja como sua equipe de profissionais pode te auxiliar na hora de publicar no Diário Oficial.

Saiba como publicar no: DOESP.

Leia Também

Deixe seu comentário