certificado digital A1 e A3 - DOU

Saiba quais são as principais diferenças entre o certificado digital A1 e A3. Confira também como publicar no DOU através de agência de publicidade legal.

Ainda que possuam algumas características em comum, o certificado digital A1 e o A3 se diferem em pontos importantes. Além da operacionalidade, é preciso saber qual escolher para utilizar dentro da empresa, já que essa escolha pode gerar economia a longo prazo, mesmo os certificados apresentando as mesmas funcionalidades.

Ambos oferecem criptografia e nível de segurança suficientes para garantir a confiança das operações, porém é importante compreender as divergências entre eles.

Lembrando que existem alguns órgãos que podem emitir ambos os certificados no país, e são conhecidos como Autoridades Certificadoras.

Leia também: Conheça as funcionalidades do cartão CNPJ para as empresas.

Principais diferenças entre o certificado digital A1 e A3

O certificado digital A1 não exige smart cards ou tokens (dispositivos móveis, como pen drives, por exemplo) e podem ser usados em computadores para validação dos dados. O A1 tem validade de 1 ano.

Por outro lado, o certificado digital A3 conta com estrutura física, já que permanece armazenado em um smart card ou token, o que permite ser transferido de um local para o outro sem necessariamente utilizar de um único computador autorizado. Só é preciso informar a senha para que os dados sejam assinados com segurança.

O processo é simples, pois no momento da aquisição o titular do certificado já definirá uma senha. Esta, será de conhecimento apenas do proprietário e de mais ninguém, independentemente da situação.

O procedimento é pessoal e, após a definição de uma senha, a Autoridade Certificadora fornecerá duas chaves do token. Tal dispositivo é bastante seguro, ao ponto de não poder ser utilizado por terceiros sem que haja conhecimento da senha de acesso.

Lei também: Certificado Digital – entenda a importância dessa assinatura eletrônica.

Qual o melhor certificado?

Importante salientar que os dois tipos de certificado fornecem altos níveis de confiabilidade e segurança. Por isso mesmo, é comum surgir dúvidas na hora de escolher aquele que melhor se adequa a cada caso.

Nesse quesito, não há uma resposta padrão que sirva de guia, porém, é notável que o certificado digital A3 oferece um nível maior de segurança, uma vez que é inviolável e está dentro de um token.

Se a empresa prioriza mobilidade, certamente escolherá o certificado digital A3, já que é o que melhor se encaixa nessa rotina, uma vez que pode ser levado para qualquer lugar.

Concomitante a isso, se o proprietário perde-lo não há razão para se preocupar, pois ninguém conseguirá acessá-lo e não é possível copiar os dados.

A principal vantagem do certificado digital A1, por outro lado, está no fato de que o próprio computador pode realizar a assinatura digital. Se, no caso, a empresa emite uma grande quantia de notas fiscais por dia, o A1 passa a ser mais vantajoso por conta de sua agilidade.

De toda forma, em qualquer um dos casos, o fator determinante nos dois tipos de certificados digitais é o nível de segurança das operações, que é totalmente confiável, contendo fé pública e sendo aceito até em tribunais, representando a legítima validação de identidade por parte dos seus detentores.

Consulte e publique no DOU com auxílio de agência de publicidade legal

O Diário Oficial – E é uma agência de publicidade legal que oferece aos seus clientes acesso gratuito ao DOU (Diário Oficial da União), e também a possibilidade de realizar publicações de materiais diversos nesse veículo de comunicação do Governo.

Navegue pelo site para obter maiores informações.

Leia Também

Deixe seu comentário