O planejamento tributário é uma prática reconhecidamente essencial para que uma empresa tenha como reduzir a forte carga tributária. Trata-se de uma série de ações que ocorrem em função de uma melhor gestão tributária e que podem trazer benefícios, como economia e segurança em relação a multas e outras punições legais.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, confira como o planejamento tributário pode ser realmente útil para a sua empresa:

1. Simulação de enquadramentos possíveis

Para garantir que a empresa não pague mais tributos do que precisa, é fundamental fazer um planejamento tributário adequado. Isso significa simular os enquadramentos possíveis, analisando fatores como faturamento e atividade em função de cada regime tributário disponível.

Mas não basta apenas fazer essa escolha. Como a definição do regime a ser aplicado acontece anualmente, cabe à empresa estar sempre revisando esses procedimentos, de modo a ter condições de fazer a escolha certa, ainda que isso signifique mudar de regime com maior frequência.

2. Análise de lucro e despesas

Quando se fala em faturamento, é preciso considerar os gastos com lucros e despesas da empresa. Em uma comparação entre Lucro Real e Lucro Presumido, por exemplo, ter bem claros esses valores faz toda a diferença.

Em alguns casos, quando a empresa consegue um faturamento anual acima da média de sua categoria no Lucro Presumido, ela pode optar por esse regime e pagar menos tributos do que se estivesse enquadrada no Lucro Real, em que a cobrança se dá sobre o faturamento e, não, sobre a média.

3. Investigação de possíveis incentivos fiscais

Sua empresa pode se beneficiar de um bom planejamento tributário quando ele ajuda a definir um programa de incentivo fiscal interessante.

Incentivos fiscais não são redução de imposto, uma vez que a empresa continua pagando o que deve, mas oferecem a possibilidade de a empresa apoiar projetos interessantes e, assim, obter benefícios como uma maior visibilidade e o ganho de credibilidade diante do mercado e de clientes.

4. Possibilidade de recuperação de impostos

Em casos de possíveis erros, o contribuinte pode solicitar a recuperação de impostos pagos junto ao Fisco. Entretanto, isso deve ser feito de maneira criteriosa, por uma equipe capaz de acompanhar as mudanças na legislação e interpretar eventuais alterações de maneira a garantir ações pertinentes por parte da empresa.

A recuperação de impostos depende de uma observação das leis e pode acontecer em diversas oportunidades, mas, para ser bem realizada, exige um trabalho minucioso de pessoas que conhecem do assunto.

5. Pesquisa de possíveis deduções do Imposto de Renda

Ainda considerando a legislação, é preciso pensar nas possíveis deduções permitidas para a determinação da base de cálculo do Imposto de Renda. Existem gastos que podem ser abatidos na declaração, possibilitando, assim, ao contribuinte pagar um valor menor.

Se isso tudo parece confuso para você, não se preocupe. Uma equipe profissional de planejamento tributário é capaz de atuar especificamente nessa área e oferecer uma solução para sua empresa, enquanto você se dedica exclusivamente ao que realmente entende.

Para ficar por dentro de outros assuntos importantes para o dia a dia da sua empresa, acompanhe nosso trabalho no Facebook!

Leia mais sobre: Como Publicar no Diário Oficial

Leia Também

Deixe seu comentário