O balanço patrimonial é uma das principais demonstrações contábeis que uma empresa deve fazer, pois reflete a expressão gráfica do patrimônio de uma empresa, considerando seus ativos e passivos em um determinado momento.

Ele é estratégico para a tomada de decisão pois fornece a visão mais precisa da situação financeira da empresa, permitindo ainda projetá-la para futuros períodos. 

Qual a importância do balanço patrimonial?

O balanço patrimonial é uma demonstração contábil realizada pelos contadores com a utilização de uma tabela onde são lançados os valores patrimoniais da empresa. Trata-se de um levantamento elaborado periodicamente, no qual constam os valores do patrimônio ativo, passivo e líquido do empreendimento.

Desse modo, consiste em uma importante ferramenta para o controle financeiro e planejamento orçamentário de qualquer negócio.

Como fazer o balanço patrimonial de forma correta?

A maneira correta para fazer o balanço patrimonial de uma empresa é organizar uma tabela, na qual deve constar o nome da pessoa jurídica e a data da sua elaboração. Essa tabela deve ser dividida em duas colunas:

  • Do lado esquerdo, devem ser registrados os valores do Ativo, no qual estão englobados o Ativo Circulante e o Não Circulante.

  • Do lado direito, devem aparecer os valores do Passivo, no qual estão inseridos o Passivo Circulante e o Patrimônio Líquido.

Quais os elementos do balanço patrimonial?

Como já foi dito anteriormente, o balanço patrimonial é composto por determinados elementos, registrados mensalmente por profissionais especializados na área contábil. Um deles denomina-se Ativo, e nele estão introduzidos:

  • Valores em caixa;

  • Saldos de contas bancárias;

  • Aplicações financeiras;

  • Créditos;

  • Tributos a recuperar;

  • Ações;

  • Estoque;

  • Equipamentos etc.

Já no Passivo são colocados, entre outros, os valores referentes a:

  • Pagamentos de fornecedores;

  • Empréstimos;

  • Tributos a recolher;

  • Obrigações trabalhistas;

  • Contas a pagar;

  • Patrimônio líquido;

  • Reservas de capital.

O Patrimônio Líquido é o valor que a empresa realmente tem à sua disposição em caixa, pois resulta da diferença calculada entre os valores do Ativo e do Passivo. 

Por que o controle do fluxo de caixa é insuficiente para o controle contábil?

A demonstração do fluxo de caixa trata apenas dos valores líquidos que entram para a empresa, portanto, é insuficiente para fazer o planejamento orçamentário. É impossível promover o crescimento do seu negócio tendo por base apenas esses valores, pois você não sabe ao certo qual quantia pode ser usada para outros investimentos.

Além disso, o balanço patrimonial é exigido por lei, de modo que é uma obrigação de todo empresário ter essas informações em dia, para fornecê-las ao fisco.

Quais os benefícios provenientes do controle patrimonial?

A realização do balanço patrimonial evita maiores problemas com a fiscalização. Ademais, os administradores podem analisar e comparar os valores obtidos anualmente e assim verificar se houve lucro ou prejuízo em determinado período. Isso facilita futuras decisões como a adoção de métodos alternativos ou mudanças para o desenvolvimento financeiro da empresa.

Por fim, o balanço patrimonial é de extrema importância para todos os empresários que desejam se manter no mercado.

Vale lembrar que existem escritórios de contabilidade especializados que podem auxiliar nessa tarefa, além de terem pessoal responsável pela publicação das informações exigidas por lei. Contrate profissionais que entendem do assunto e tenha tempo livre para cuidar de outras questões importantes para o seu negócio.

Gostou das informações disponibilizadas aqui? Compartilhe-as nas suas redes sociais!

Leia Também

Deixe seu comentário