A formação em Direito garante ao profissional um leque variado de opções de carreira. Além de inúmeras especialidades para o exercício da advocacia, é possível também ingressar na área pública e, nessa, há um enorme interesse na busca por um emprego na promotoria de justiça.

É o promotor de justiça, também chamado de promotor público, o profissional do Ministério Público que atua como fiscal da lei, ou seja, ele é o responsável por defender os interesses da sociedade nos crimes contra a ordem social.

Veja neste artigo 5 dicas para ingressar na carreira, como ela progride e quais são as funções de um promotor.

5 dicas para conseguir um emprego na promotoria

As dicas abaixo podem ajudar você a obter o sucesso desejado. Confira!

Seja estudioso

O concurso para o MP é extremamente concorrido e, por isso, um perfil estudioso terá melhor desempenho nas provas — e maiores serão as chances de aprovação.

Tenha uma excelente comunicação oral e escrita

Uma das fases do concurso envolve redação de uma peça jurídica, e outra, uma sabatina perante a banca. Assim, saber expressar-se com clareza e objetividade nas manifestações orais ou escritas é um importante diferencial.

Seja persistente

Sendo tão concorrido o concurso, não desista caso seja reprovado. Insista, persista e lute por seu objetivo. A persistência é um dos requisitos para o sucesso!

Tenha comprometimento e dedicação

O processo de estudos preparatórios envolve um longo programa de matérias, levando o candidato a perder o ritmo em certos momentos. Aquele que possuir comprometimento e dedicação não se deixará abater.

Apresente-se com discrição e seriedade

A vestimenta, a conduta e o palavreado serão itens observados pela banca durante a prova oral. Mantenha a discrição e a seriedade que se espera do profissional, mesmo durante as provas.

A carreira no Ministério Público

A carreira no Ministério Público Estadual (MPE) tem início com a investidura no cargo de promotor de justiça, que exige aprovação em concurso público, comprovação de graduação em Direito, inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e pelo menos 3 anos de experiência na advocacia ou em outra prática jurídica.

O promotor vai atuar nas promotorias especializadas do MPE e nos órgãos de justiça de primeira instância. Já na justiça de segunda instância ele será chamado de procurador de justiça. O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) não possuem promotores, apenas procuradores de justiça que atuam em primeira e segunda instâncias, mas possuem as mesmas exigências que o MPE para investidura e posse no cargo.

O avanço na carreira se dá por meio de promoções por antiguidade ou merecimento. No primeiro caso, a promoção ocorrerá em razão do tempo de serviço; no segundo, por escolha mediante requisitos relativos à atuação profissional.

As funções de um promotor

O promotor ou procurador de justiça é o representante do MP que tem a função de defender a ordem jurídica (o direito) e o regime democrático (regime de governo). Além disso, ele defende os interesses da sociedade, os direitos individuais indisponíveis (vida, trabalho, liberdade, segurança, saúde, entre outros) e os direitos difusos e coletivos (consumo, meio ambiente, patrimônio público, criança, adolescente, idoso, indígena e outros).

Em relação aos direitos individuais indisponíveis, é função do promotor ajuizar a ação penal pública, isto é, apresentar denúncia à justiça quando tais direitos são feridos. Quando a ação penal é privada, ou seja, quando a ação é ajuizada pelo cidadão, o promotor atuará como fiscal da lei, emitindo pareceres acerca do caso.

Gostou do texto? Esperamos ter despertado seu interesse em obter um emprego na promotoria, atuando como defensor da nossa sociedade. Na verdade, atualmente qualquer carreira pública é uma excelente opção por razões como estabilidade e salários melhores do que os oferecidos pelo mercado privado.

Se você não é concurseiro, tem perfil empreendedor e prefere enfrentar a competitividade da advocacia, não faltam possibilidades atuação. Assine nossa newsletter e fique por dentro de mais informações sobre carreiras jurídicas!

Leia Também

Deixe seu comentário