correspondente jurídico

Administrar um escritório de advocacia não é uma tarefa fácil, já que os compromissos do dia a dia vão muito além de atividades técnicas da área jurídica. Para quem está à frente da firma, é preciso cuidar do atendimento ao cliente, financeiro e contábil, gestão do tempo, relacionamentos internos e externos, gestão de equipe, entre muitos outros detalhes. Nesse contexto, o correspondente jurídico aparece como um forte aliado, capaz de trazer uma série de benefícios para o escritório de advocacia.

Afinal, em meio a todas essas tarefas, contar com parceiros qualificados pode fazer toda a diferença não só para os resultados como também para a fluidez do trabalho. E a correspondência jurídica é uma área de atuação do Direito que tem ganho cada vez mais espaço — tanto em relação a quem atua como correspondente jurídico quanto aos que precisam dos serviços desses profissionais.

No Brasil todo, ela tem auxiliado firmas de advocacia a crescerem, fornecendo agilidade e estabilidade na prestação de serviços. Quer entender melhor o que você ganha ao contar com esse profissional? Acompanhe, a seguir, 13 vantagens de ter um correspondente jurídico em sua equipe!

1. Otimização do tempo e aumento de produtividade

O correspondente jurídico realiza diversos atos em nome de outros advogados, podendo atender escritórios e advogados de qualquer lugar. Ele tem diversas funções, tais como:

  • comparecer em audiências;
  • realizar diligências junto a órgãos públicos extrajudiciais e judiciais;
  • fazer cópias;
  • protocolar petições;
  • despachar com juiz ou outra autoridade;
  • retirar certidões, alvarás e outros documentos;
  • realizar sustentação oral no julgamento de processos;
  • consultar o andamento processual.

Com um correspondente jurídico na equipe, é possível otimizar o tempo dos demais profissionais — que deixarão de se preocupar com as tarefas que podem ser delegadas.

Desse modo, não tendo a necessidade de se deslocar para o cumprimento de diligências, restará mais tempo para lidar com consultorias, reuniões e peticionamentos, aumentando a produtividade.

2. Redução de custos

É possível contratar advogados para a prestação de serviços de correspondência de forma fixa em diversos locais. Pode-se fazer um contrato de exclusividade na prestação de serviços, estabelecendo uma tabela de honorários por atos, que costuma ser mais vantajosa pela frequência da contratação.

Assim, o escritório economiza tempo e dinheiro, evitando os deslocamentos e viagens, reduzindo os custos operacionais. Também será uma ótima opção para ofertar aos clientes: mesmo custeando a diligência contratada com o correspondente, a despesa será menor que os reembolsos de viagem.

3. Maior alcance territorial na atuação

É possível a contratação de correspondentes jurídicos em diversas localidades, que ficarão responsáveis pelos atendimentos e atos necessários. Com isso, o escritório terá segurança em aceitar demandas fora do local de sua sede, pois terá profissionais de confiança para atender às suas necessidades.

Com o crescimento desse ramo, é possível encontrar diversos profissionais disponíveis. Estudantes e bacharéis em direito podem trabalhar como correspondentes, mas têm sua atuação limitada — algumas funções só podem ser exercidas pelos advogados. Ainda, diversos advogados procuram ampliar sua atuação como correspondentes jurídicos e, nesse caso, a atuação é ilimitada.

Desse modo, é possível ampliar a abrangência territorial do escritório com uma estrutura e rede de contatos que permitem uma prestação de serviço ampla e completa — o que representa mais um atrativo para os clientes.

4. Facilidade na gestão de compromissos

O trabalho dos advogados está sempre vinculado aos prazos judiciais. Como não têm controle sobre a abertura de prazos, datas de audiências, perícias e outras atividades, muitas vezes, ocorre a colisão de compromissos — o que pode ser um problema.

Diante de situações como conflito de horário de audiências, abertura de diversos prazos processuais que demandem diligências externas etc., o advogado correspondente assumirá as atribuições, facilitando a gestão de compromissos do escritório. Desse modo, ter um profissional responsável pela correspondência jurídica traz segurança e tranquilidade para os imprevistos.

5. Aumento de receita

A princípio, a contratação de um correspondente interno, atuante em sua própria comarca e regiões próximas, pode parecer somente um aumento de despesas. Mas, na verdade, esse é um instrumento para o aumento da renda. A otimização do tempo reflete diretamente no trabalho dos outros profissionais, que poderão aumentar sua demanda de atendimento e, logo, gerar mais renda.

Além disso, o seu escritório também pode atuar com correspondência jurídica, auxiliando outras firmas que precisam realizar diligências na sua comarca. Nada impede de criar um segmento da sua empresa voltado para esse fim, ampliando as possibilidades de lucro. Inclusive, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não são apenas os advogados autônomos que atuam como correspondentes.

6. Atendimento diferenciado para cada cliente

Cada cliente é único em vários sentidos: necessidades, localização, expectativa, área de demanda etc. Nem sempre você é especialista exatamente no tipo de serviço que uma pessoa ou empresa precisa. Outras vezes, esse cliente gostaria de contar com alguém fisicamente próximo ou com um advogado que conheça bem sua região, os cartórios e fóruns da área, e assim por diante.

Nessas situações, o correspondente jurídico vem para somar, contribuindo com seu conhecimento e especialidade. Com isso, tanto o escritório de advocacia como o cliente se sentem mais seguros e confiantes, além de aumentar as chances de o trabalho ser bem-sucedido.

7. Redução dos custos de diligências

Um dos principais motivos que fazem um escritório de Direito elevar seus gastos é a rotina de deslocamentos devido a diligências. Muitas vezes, é preciso visitar diversas partes da cidade e até mesmo viajar para outros municípios e estados. Com isso, são gerados custos com transporte, combustível, alimentação, hospedagens e gastos imprevistos.

Ao contar com correspondentes jurídicos, torna-se possível reduzir essas despesas. Isso porque esses profissionais estão presentes nas mais diversas localidades, atuando como advogados de apoio e representando sua firma em fóruns e cartórios, por exemplo.

8. Agilidade na prestação de serviços

Como advogado, você sabe que todo cliente preza por agilidade. Nem sempre as pessoas têm disponibilidade para ir até o seu escritório, e contar com alguém que possa visitar empresas e pessoas físicas torna a prestação de serviço mais ágil.

Além disso, como já citamos no primeiro tópico deste artigo, a agilidade conquistada com a contratação de um correspondente jurídico faz com que a produtividade aumente. Dessa forma, a prestação de serviços como um todo passa a ser mais rápida e otimizada, satisfazendo os clientes e fazendo com que o caixa da empresa gire mais rápido.

9. Auxílio em urgências e imprevistos

Existem casos em que um escritório de advocacia não quer contratar um correspondente jurídico para o longo prazo. Porém, isso não quer dizer que a firma não passe por algumas urgências.

Sabemos que, por vezes, seja por descuido, seja por um imprevisto, a perda de um prazo se torna uma possibilidade e o escritório quer fazer de tudo para evitar o prejuízo. Em outros casos, os advogados podem ficar presos dentro do escritório em uma tarefa que está levando mais tempo do que o esperado, como a elaboração de uma peça. Nessas situações, a correspondência jurídica pode ser a saída para multiplicar a equipe e cumprir todos os compromissos.

10. Aumento do networking

Ao trabalhar com correspondência jurídica, você está sempre criando e fortalecendo o networking com outros advogados e escritórios. Cultivar relações com essas empresas de outras cidades pode ser extremamente valioso para trazer mais rentabilização e lucro, além de contar com aliados para tirar dúvidas e trocar pequenos favores.

Muitas vezes, seu escritório passa a se relacionar com empresas e profissionais que até então eram vistos como concorrentes. Isso aumenta o respeito profissional de ambos os lados, favorecendo todo o mercado.

11. Expansão da gama de serviços

Contar com correspondentes jurídicos é uma das maneiras mais fáceis de ter funcionários especialistas nas mais diversas áreas do Direito. Afinal, as experiências profissionais do advogado correspondente podem ser bem distintas das suas próprias vivências.

Enquanto o advogado de escritório costuma ter seu trabalho restringido à área de atuação na qual se especializa, o mesmo não ocorre com o advogado terceirizado. Muitas vezes, o correspondente acaba tendo contato com todas as matérias do Direito, desde a área Criminal até a esfera Cível. Com isso, o seu escritório pode expandir a gama de serviços oferecidos, trazendo novas possibilidades de receita.

12. Flexibilidade na contratação do correspondente jurídico

Ao contratar um serviço de correspondência jurídica, é possível pagar por diligência, por mensalidade, por um pacote de serviços com quantidade e complexidade predeterminadas, ou ainda por tempo.

Isso mostra que não há barreiras na hora de adicionar esse profissional à sua equipe. Nada impede que você contrate o correspondente para uma única diligência para conhecer o perfil daquele advogado. Caso perceba agilidade, bom relacionamento com os clientes e qualidade nos serviços prestados, você pode fechar pacotes para que o serviço fique mais barato.

13. Praticidade para fechar negócio

Além da flexibilidade na forma de contratação e pagamento, está cada vez mais prático encontrar um advogado correspondente e fechar a negociação com ele. Atualmente existem ferramentas como o Jurídico Certo, que tem o objetivo de facilitar e agilizar o contato com correspondentes.

Nesse caso, é possível localizar correspondentes jurídicos em todo o Brasil e fazer o pagamento por meio de uma fatura mensal. Não há nenhuma mensalidade ou taxa, já que os custos são repassados aos correspondentes.

Como você viu, a lista de vantagens é longa, deixando claro que existem inúmeros pontos positivos ao contar com um correspondente jurídico. É claro que cada escritório de advocacia deve avaliar suas próprias necessidades. De qualquer maneira, é sempre útil saber que essa alternativa existe, sendo uma saída estratégica para reduzir custos, aumentar a produtividade e gerar mais rentabilidade no curto e longo prazos.

Gostou das nossas dicas sobre os benefícios de ter um correspondente jurídico na sua equipe? Aproveite para assinar a nossa newsletter e receber outras dicas como essas no seu e-mail!

Leia Também

Deixe seu comentário