É comum que advogados em início de carreira se sintam inseguros em audiências. Ainda que a experiência seja fundamental para conferir tranquilidade ao profissional, algumas condutas permitem ao iniciante obter a segurança necessária para se conduzir com sucesso, já na audiência de conciliação.

E quais condutas são estas? Como se preparar para que o cliente não perceba o menor traço de hesitação? É sobre isso que vamos falar neste post, sobre como se conduzir em uma audiência de conciliação, reforçando em seu cliente a credibilidade que ele tem em você. Acompanhe:

Audiência de conciliação

Audiência de conciliação é um momento preliminar do processo, quando as partes são chamadas para tentar a realização de um acordo, colocando fim à demanda. Como a justiça é morosa, a possibilidade de uma composição entre os interessados evita que o processo tramite por anos a fio e abarrote o Judiciário.

Além disso, uma decisão formulada entre os envolvidos tem maior chance de eficácia e satisfação que a decisão de um juiz, alguém alheio à realidade das partes.

Diz o ditado que mais vale um mau acordo do que uma boa demanda, e é por tudo isso que o advogado deve sempre orientar seu cliente para estar aberto à negociação. A ideia é que se ambas as partes cederem, sem prejuízo para um nem outro, será sempre mais vantajoso.

Antes da audiência

Antes da audiência, reveja o processo, relembre o objeto da causa, as provas indicadas e os interesses da parte. Mesmo que você esteja atarefado, não confie em sua memória. Sem esses dados frescos em mente, não há como avaliar nem formular uma boa proposta.

Ainda não haverá defesa no processo, pois a contestação somente será apresentada se não houver conciliação. Portanto, se você é advogado do autor, ainda não há como avaliar quais provas e argumentos a outra parte pode apresentar. Nessa situação, a proatividade é um diferencial: prever quais são os caminhos e as possibilidades que podem ser apresentados pelo réu pode garantir o sucesso da causa.

Telefone para seu cliente para lembrá-lo do compromisso, pedindo que chegue com antecedência para evitar contratempos. Explique o motivo da audiência e como ela costuma transcorrer e oriente-o sobre a possibilidade, as vantagens e as desvantagens de um acordo.

Durante a audiência

A audiência de conciliação raramente é presidida por um juiz. Normalmente são conduzidas por conciliadores, pessoas treinadas para a função, não sendo necessária formação jurídica. De início, o conciliador identifica as partes, informa o motivo da audiência e pergunta ao réu e seu advogado se há possibilidade de acordo. Começam então os debates sobre eventual composição (aqui não se discutirá o mérito da causa).

Ao final, será lavrada uma ata que descreverá as condições da conciliação e pedirá o encerramento do processo ou, se for o caso, informará a impossibilidade de ajuste e designará o normal andamento do feito.

Durante a audiência de conciliação, mantenha-se sempre aberto ao diálogo, examinando com cautela as propostas e contrapropostas e discutindo com seu cliente todas as condições apresentadas. Certifique-se de que ele compreende tudo que está acontecendo e, se necessário, forneça as informações que ele precisa para participar do debate.

O estudo prévio do caso, como já mencionamos, te garantirá a segurança necessária para transmitir tranquilidade a seu cliente, reforçando nele a confiabilidade e a credibilidade no profissional que ele contratou. Encerrada a audiência, informe à parte que você representa quais serão os próximos passos e dê a certeza de que entrará em contato com cada um deles.

Esperamos que você tenha aprendido a importância de se manter tranquilo e seguro na audiência de conciliação, mantendo uma postura sempre receptiva à outra parte enquanto orienta seu cliente sobre o desenrolar da situação. Nesse momento, sua imagem estará sendo consolidada perante as partes e seu colega, e isso terá forte impacto em sua carreira.

Agora que você já sabe como um advogado deve agir durante a conciliação, que tal aprender a pesquisar nomeações do Diário Oficial da União para orientar aquele seu cliente que passou em um concurso público? É uma excelente forma de alimentar seu network!

Leia Também

Deixe seu comentário