Powered by Rock Convert

O clipping jurídico é uma atividade que pode ser realizada pelos escritórios de advocacia para que eles possam crescer, ganhar notoriedade e gerar vantagem competitiva perante os concorrentes.

Trata-se de uma estratégia que tem origem em áreas da comunicação, como o jornalismo e as relações públicas, que a utilizam para mensurar aparições na mídia de empresas que esses profissionais realizam assessoria de imprensa.

No caso do meio jurídico, a atividade visa selecionar e armazenar as aparições do escritório e resultados de seus processos nas mídias, como jornais, revistas, portais de notícias, redes sociais, entre outras. Assim, é possível compartilhar os resultados positivos com os clientes, impactando a imagem do escritório.

Saiba mais sobre o clipping jurídico e como otimizá-lo nos tópicos a seguir!

Defina objetivos para o clipping jurídico

O clipping jurídico precisa ter um objetivo. De tal modo, os responsáveis pela sua realização deverão ter metas a serem atingidas.

Exemplos de objetivos do clipping jurídico podem ser acompanhar as aparições do escritório de advocacia ou de seus clientes na mídia e divulgá-los, melhorar a imagem da empresa, ter o registro da história da organização etc.

Crie estratégias eficientes

É muito importante que sejam utilizados métodos eficazes para organizar o clipping de um escritório de advocacia. Assim, uma ideia interessante é desenvolver um organograma em que todas as fases sejam estruturadas.

Pode-se ainda definir quem serão os responsáveis pela realização do clipping e em quais épocas o trabalho será apresentado para a direção do escritório ou para o público.

Utilize as ferramentas digitais

Atualmente, existem diversas ferramentas digitais que podem ajudar no desenvolvimento de um bom clipping jurídico. Exemplo disso é o Google Alertas.

Com essa ferramenta, você poderá definir palavras-chave, como o nome do escritório de advocacia, por exemplo. Assim, sempre que ele for mencionado em um site de notícias ou qualquer outro canal na internet, você receberá um alerta do Google.

Escolha bons canais de comunicação

A internet tem uma enorme variedade de sites e blogs, por isso é preciso que você busque por informações em locais relevantes. Se o escritório de advocacia conta com um serviço de assessoria de imprensa, podem ser realizadas ações para que se desenvolvam notícias em mídias importantes na localidade em que você atua.

Assim, depois que essas aparições forem veiculadas nas mídias relevantes, elas devem ser incluídas no clipping jurídico do seu escritório.

Avalia os relatórios gerados

O clipping precisa ser analisado e mensurado de tempos em tempos. Recomenda-se que essa avaliação seja mensal, semestral e anual. Assim, verifica-se a relevância que a empresa tem na imprensa local ou nacional.

Com os resultados avaliados, você terá subsídios para desenvolver ações de assessoria de imprensa que melhorem o clipping.

Compartilhe os resultados com os seus clientes

Finalmente, os resultados do clipping devem ser divulgados para os clientes. A ideia é mostrar como o seu escritório ou empresas parceiras têm relevância no mercado.

Assim, você terá ganhos de imagem e poderá ganhar ainda mais notoriedade entre os clientes do seu negócio.

O clipping jurídico ainda pode ser realizado com o auxílio de ferramentas de Machine Learning, que analisam dados para a construção de modelos analíticos. Saiba mais no post “O que é Machine Learning e como funciona”.

Leia Também

Deixe seu comentário