O networking do escritório de advocacia é algo de fundamental importância para os profissionais do Direito que pretendem ter um nome consolidado e serem reconhecidos em suas regiões de atuação.

Sendo assim, existem uma série de boas práticas que permitem as trocas profissionais e também a conquista de novos clientes e a construção de uma boa reputação entre a comunidade.

Neste post, vamos explicar o que é o networking, qual a sua importância para um escritório de advocacia e as principais dicas para melhorá-lo. Ficou interessado em obter todas essas orientações? Então, siga conosco e confira agora mesmo!

O que é networking?

Praticar networking nada mais é do que gerenciar uma rede de contatos, de modo que essa prática é recomendada para profissionais de qualquer área. Um estudo realizado na década de 1960, pelo sociólogo Stanley Milgram, revelou que um indivíduo qualquer está a apenas 6 graus de separação de qualquer outra pessoa no mundo, seja um morador qualquer da sua cidade, seja a rainha da Inglaterra.

O experimento desenvolvido por Milgram consistiu em fazer com que 300 pessoas enviassem cartas para um corretor da bolsa de Boston. Caso não conhecessem esse homem, deveriam enviar a uma pessoa que pensassem poder conhecê-lo e solicitar que fizessem o mesmo.

O trabalho revelou que a carta passava por cinco pessoas antes de chegar ao destinatário, formando um total de seis graus de separação. É essa a ideia do networking, proporcionar que um profissional seja mais conhecido por uma rede de pessoas e, assim, consiga conquistar mais clientes.

Qual a importância do networking para os advogados?

Em escritórios de advocacia, a prática do networking é muito importante para que os profissionais consigam mais casos para trabalhar. A ideia é que os advogados mantenham laços sociais fortes com a comunidade em que estão inseridos, de modo que, quando alguém precisar de um serviço jurídico, lembrará do escritório.

Sendo assim, é bastante recomendável que os proprietários de escritórios de advocacia, bem como seus colaboradores, façam um trabalho constante de networking.

Como melhorar o networking do escritório de advocacia?

Existem algumas boas práticas que podem ser desenvolvidas para melhorar o networking de um escritório de advogados. A seguir, listamos e detalhamos as principais para você:

1. Mantenha um bom relacionamento com colegas de profissão

Engana-se quem pensa que é necessário se manter distante de outros profissionais do Direito e vê-los apenas como concorrentes. Pelo contrário, recomenda-se que os advogados se mantenham sempre em contato e tenham relações de amizade com colegas de profissão, até mesmo com aqueles que trabalham em outros escritórios.

Isso é bastante relevante, pois, em algumas situações, quando um colega estiver sobrecarregado ou precisar de uma parceria para um caso importante, ele poderá lhe convidar para trabalhar em parceria.

Além disso, se você for um especialista na área criminal e mantiver uma boa relação com um colega que atua focado em direito previdenciário, por exemplo, um poderá indicar o outro e vice-versa.

2. Participe de grupos de advogados nas redes sociais

As redes sociais na internet facilitaram muito os relacionamentos profissionais e o networking. Por meio do Facebook, do LinkedIn ou de outros canais, é possível participar de grupos de pessoas atuantes no campo do Direito.

Nesses espaços online, é possível trocar opiniões sobre casos em que os profissionais estão trabalhando, divulgar artigos e materiais interessantes para a área e desenvolver diversas boas práticas que ajudem para que o seu nome seja reconhecido.

3. Participe de encontros profissionais

Além das mídias sociais, também é interessante que você integre grupos presenciais, e isso pode ser feito durante os encontros profissionais. Por isso, marque presença em palestras, congressos, workshops e outros eventos do Direito, que, além de ajudarem na sua atualização de conhecimentos, também estimulam a prática de networking com colegas de profissão.

4. Esteja sempre aberto para a mídia

É bastante comum que as mídias tradicionais, como os jornais, o rádio e a televisão, procurem advogados para esclarecer situações jurídicas em algumas reportagens. Opiniões sobre crimes, comentários sobre uma nova legislação que deverá ser implantada, entre outras situações, geram muitos comentários e se tornam pautas para os jornalistas.

Por isso, também é relevante que você estabeleça uma relação amigável e contatos com os veículos da imprensa da sua cidade ou região de atuação. Assim, quando os produtores de jornais ou programas de rádio e TV precisarem de algum advogado para entrevistar, você poderá ser chamado e conquistar publicidade gratuita para os seus serviços.

5. Faça trabalhos voluntários

Além de ser algo nobre, o trabalho voluntário também pode ser uma porta aberta para propiciar novos negócios e trazer mais clientes para o seu escritório. Uma ideia interessante é procurar ONGs ou instituições beneficentes da sua região e entrar em contato oferecendo seus serviços, assumindo o departamento jurídico do local com o qual você se identificar.

Essa prática certamente colocará você em contato com muitas pessoas, o que será muito valioso para aumentar a sua rede de contatos.

6. Troque cartões de visita

Tenha sempre os seus cartões de visita em mãos, mesmo em situações em que não estiver a trabalho, como quando sai para se divertir ou vai a algum evento social.

É claro que você não precisa sair distribuindo cartões na rua para qualquer pessoa que passar, mas, se surgir o assunto e alguém despertar o interesse no seu contato, você terá um cartão para repassar os seus endereços físico e eletrônico e os seus números de telefone ou WhatsApp.

7. Trabalhe como advogado correspondente

O trabalho de advogado correspondente é recomendado principalmente para os profissionais em início de carreira e que ainda não têm um nome reconhecido no mercado.

Nessa modalidade de trabalho, os grandes escritórios de advocacia contratam outros menores ou profissionais que atuam como freelancers para ajudar em tarefas específicas, como protocolos e despachos. Esse trabalho é muito importante para conhecer pessoas e, assim, firmar novos contatos.

Colocando em prática as nossas orientações, temos certeza de que você conseguirá fazer um excelente networking do escritório de advocacia e, consequentemente, conquistará mais clientes e construirá uma sólida reputação profissional.

Se você ficou satisfeito com este artigo, certamente também vai gostar do nosso texto que apresenta 5 lições de grandes escritórios de advocacia. Não deixe de conferir!

 

Confira como publicar nos Diários:

Leia Também

Deixe seu comentário