Saber quais são os ramos do Direito em ascensão no Brasil é muito importante para investir em especializações com bom retorno financeiro e trilhar uma carreira de sucesso.

Para acompanhar as transformações sociais e necessidades do mercado, a área se reinventa e passa por constantes inovações. Por isso, o Direito tem diversas opções de áreas de atuação e possibilidades de especializações para o profissional que queira se manter atualizado e inserido no mercado de trabalho.

Mas afinal, quais ramos do Direito são promissores no país? Confira a nossa lista e tire suas dúvidas!

1. Especialização em Compliance e Ética

Antigamente essa era uma área dominada por advogados criminais que só ingressavam na ação quando acontecia a denúncia. Hoje, para muitos advogados, compliance e ética é vista como uma área promissora e atrativa.

Com as recentes notícias sobre corrupção que envolvem o país, as instituições têm se preocupado cada vez mais em se adequar às normas legais. Com a promulgação da Lei Anticorrupção, as empresas passaram a dar atenção à ética corporativa, ao código de conduta e à auditoria interna.

Quem opta por advogar nesse ramo leva mais transparência para os processos e as transações empresariais, de maneira que tudo seja realizado conforme determina a lei.

A área ainda é novidade: as faculdades não a ensinam de forma específica e nem existem muitos cursos extracurriculares sobre o assunto. Ela acaba sendo composta por advogados de diferentes setores, como cível, criminal, contratual e administrativo. Ter experiência em auditoria é considerado importante para ingressar nesse setor.

2. Direito Digital

O Direito Digital é uma área que passa por constante transformação e expansão desde a promulgação do Marco Civil da Internet. Essa lei federal estabeleceu direitos e deveres aos provedores de acesso, usuários e governos que utilizam a rede.

Há diversos problemas judiciais que podem decorrer dessas interações virtuais cada vez mais presentes na vida das pessoas, tais como regulação, responsabilidade civil e criminal, aspectos concorrenciais, propriedade intelectual, entre outros. Portanto, quem deseja ingressar nesse ramo do Direito precisa se manter atualizado e ter conhecimento da lei específica.

3. Especialização em Recuperação Judicial e Falência

Quem deseja atuar nessa área precisa ter amplo conhecimento sobre a Lei de Recuperação Judicial. Outro diferencial é ter experiência na área civil com foco em contencioso bancário.

O advogado especialista em recuperação judicial e falência tem sido cada vez mais procurado por empresas que passam por crises financeiras em decorrência da atual situação econômica do país. Ele fica responsável pelos litígios que envolvam empresas em fase de recuperação judicial ou atua em favor de bancos credores, por exemplo.

Ter domínio em inglês, especializações no exterior e perfil conciliador são considerados requisitos importantes por empresas que buscam profissionais para esse setor.

4. Direito Tributário

Apesar desse ser um ramo tradicional do Direito, ele continua em crescente expansão e com excelentes oportunidades para quem o escolhe.

A crise e a necessidade de um maior fluxo de caixa têm feito com que as empresas busquem a assessoria de advogados tributaristas, visto que um planejamento tributário eficiente pode significar economia para elas.

É um dos ramos do Direito em ascensão no Brasil com campo de atuação mais amplo. O advogado pode trabalhar com planejamento, consultoria, atendimento à fiscalização, implementação de projetos fiscais, entre outros.

Para quem deseja atuar na área, ter curso de especialização e estar atualizado em relação à legislação fiscal é essencial.

5. Direito Desportivo

Com o fato do Brasil ter sido sede da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos, cresceu a procura por profissionais especializados em direito desportivo. Mesmo após o término desses eventos a procura não diminuiu, já que os investimentos nos atletas nacionais possuem efeitos de médio e longo prazo.

O profissional pode atuar em tribunais especiais do setor, acompanhar e elaborar contratos dos atletas, representar clubes e patrocinadores, verificar a constitucionalidade dos exames exigidos, entre várias outras atividades. Ao ingressar no curso de Direito Desportivo é fundamental que o advogado conheça o mercado e acompanhe as novas regulamentações do setor.

Gostou de saber quais são os ramos do Direito em ascensão no Brasil? Então compartilhe este texto nas redes sociais para que seus amigos também conheçam!

Leia Também

Deixe seu comentário