Conheça quais são as melhores áreas do direito para trabalhar!

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Na hora de escolher uma graduação, um dos principais fatores avaliados são as oportunidades de carreira que ela oferece. Quem está cursando Direito tem diversas opções de caminhos para trilhar e selecionar de acordo com a aptidão. Assim, saber quais são as melhores áreas do Direito para trabalhar é fundamental antes de tomar uma decisão.

Os estudantes desse curso costumam se tornar advogados, o que exige aprovação na prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Também podem optar pela carreira jurídica (para ser juiz ou promotor, por exemplo), o que requer muito preparo para enfrentar a concorrência, passar no concurso público e ocupar o cargo de interesse.

Seja em um escritório privado, seja em órgãos públicos, é importante planejar a sua trajetória com antecedência para ser um profissional bem-sucedido. Quer saber mais? Confira, abaixo, as principais alternativas a considerar!

Quais são as melhores áreas do Direito para trabalhar?

Há muitas possibilidades nesse ramo, sendo que cada uma está relacionada a um tipo de atividade e proporciona ganhos e benefícios diversificados. Sem falar que, recentemente, algumas áreas têm se destacado no mercado. Confira a seguir.

Recuperação judicial

A economia brasileira tem sido bastante instável nos últimos anos, o que impacta principalmente as empresas privadas. Diante desse cenário, aumentou significativamente o número de processos de recuperação judicial e de crédito. Com o objetivo de se manterem ativas e com uma boa saúde financeira, muitas empresas criaram um setor jurídico para lidar exclusivamente com essas questões junto ao público consumidor.

Para atuar na área de recuperação judicial você deve ter um perfil conciliador, visto que fará negociações entre empresas e clientes, estabelecendo acordos que ampliem as vantagens e reduzam os prejuízos para ambos. A remuneração por mês no segmento varia de R$ 6 mil para iniciantes e pode chegar a R$ 25 mil no nível sênior.

Compliance

A partir dos escândalos de corrupção no Brasil e da criação da Lei Anticorrupção em 2013, a forma como as empresas privadas prestam serviços para o setor público foi modificada. A determinação de punições severas fez com que as instituições tomassem mais cuidados para que os seus gestores não cometam deslizes que possam resultar em processos de auditoria, contratando profissionais do Direito para solucionar conflitos de políticas internas e conduta ética.

O advogado de compliance tem à sua disposição oportunidades que ainda são pouco exploradas, como assessorar companhias por meio de treinamentos e palestras ou elaborar cartilhas educativas para os colaboradores. Os ganhos mensais nessa área podem ser de R$ 8 mil na coordenação de instituições de médio porte e de até R$ 30 mil na diretoria de instituições de grande porte.

Direito tributário

No Brasil há cargas tributárias altas que são modificadas frequentemente. Tal condição aumenta a necessidade de as empresas contarem com o auxílio de advogados especialistas para a elaboração de um planejamento tributário que amplie os lucros e diminua as taxas de impostos. Também é possível atuar de maneira consultiva e preventiva, orientando as companhias a trabalhar dentro da legalidade. Os seus rendimentos no segmento podem ser de R$ 3 mil a R$ 5 mil por mês.

Carreira pública

Um dos principais atrativos da carreira pública é a diversidade de cargos: juiz, promotor de justiça, procurador da República, delegado de polícia etc. Essa opção também se destaca por garantir estabilidade e salários altos. O ingresso no setor público é feito por meio de concursos para os quais é preciso se preparar durante anos, dependendo do grau de concorrência e da dificuldade de cada cargo. As instituições concedem remunerações mensais que vão de R$ 10 mil a R$ 30 mil.

Qual é o preparo necessário para estudantes de Direito?

Agora que você já conhece as melhores áreas do Direito para trabalhar, também é importante considerar que, independentemente do segmento do seu interesse, é imprescindível investir na sua qualificação.

Para tanto, há que se fazer curso de graduação, estágio com a supervisão de advogados experientes, pós-graduação e especialização. Quanto mais capacitado o profissional estiver, mais oportunidades terá de ascender na carreira de Direito.

Curtiu este artigo? Siga a nossa página no Facebook e acompanhe outros conteúdos exclusivos!

Veja mais: DOM Fortaleza | Diário Oficial de Salvador | Diário oficial de Manaus

Você também pode gostar

Deixe um comentário