Entenda‌ ‌o‌ ‌que‌ ‌é‌ ‌uma‌ ‌previsão‌ ‌de‌ ‌custos‌

Diário Oficial da União
4 minutos para ler

A previsão de custos é um exercício que ajuda a projetar a situação financeira de um negócio. Acompanhe todos os detalhes e veja como publicar no Diário Oficial da União. 

A previsão de custos pode envolver vendas, contas, gastos com pessoal, despesas operacionais, com investimentos etc. Trata-se de uma atividade orçamentária empresarial, tendo papel importante no sucesso da empresa. 

Saiba mais: O que é previsão de demanda?

Conceito de previsão de custos

No geral, a previsão de custos leva em consideração informações sobre a atual situação da empresa e, a partir disso, busca prever os valores totais de processos, projetos  e o que ainda deverá ser pago até o final de um determinado período. 

Previsão de custos na prática

Podem ser criadas planilhas e bancos de dados que carreguem todas as contas que são necessárias para que o negócio consiga vender seus bens ou serviços. 

Atualmente, existe uma classificação de custos da empresa que divide as despesas em três categorias, a depender do ramo de atuação da organização:

  • Custo das Mercadorias Vendidas (CMV): diz respeito às empresas que revendem produtos fabricados por terceiros;
  • Custo dos Produtos Vendidos (CPV): aplicado às empresas que produzem os produtos que deverão vender;
  • Custo dos Serviços Prestados (CSP): trata-se dos custos com vendas de serviços, apenas. Exemplos são as consultorias e assessorias.

Tipos de custos

Além disso, também é preciso diferenciar os custos de acordo com tipos específicos. Isso permite identificar quais são os mais significativos e que devem ser reduzidos. 

  • Custos fixos: todos aqueles que não dependem do volume da produção ou das vendas, já que existirão independentemente disso. São gastos com salário, limpeza do ambiente, aluguel do prédio, manutenção etc;
  • Custos variáveis: são custos que variam de acordo com a produção ou número de vendas. Exemplo comum é o aumento de insumos utilizados para fabricação dos produtos vendidos pela empresa;
  • Custos diretos: pode ser relacionado à produção, venda ou prestação de um serviço. Exemplo: matéria-prima utilizada e mão de obra direta;
  • Custos indiretos: não são tão fáceis de serem identificados. Exemplo: Materiais indiretos (que fazem parte de atividades auxiliares) e mão de obra indireta (departamentos auxiliares). 

Métodos para previsão de custos

Estimativa At Completion (EAC)

O primeiro método, EAC, indica o custo estimado de um projeto em seu estágio final, isto é, seu valor quando terminar. 

A principal vantagem de sua utilização diz respeito ao fato de ele considerar alterações nos custos reais aplicados. 

Esse cálculo é feito apenas uma vez e não é preciso fazer um acompanhamento frequente para garantir a precisão das contas. Existe mais de uma forma de chegar ao cálculo final, mas a mais comum consiste na fórmula:

EAC = BAC / CPI

BAC (sigla para Buget At Completion) significa orçamento ao final do projeto. Já CPI (sigla para Cost Performance Index) diz respeito ao índice de desempenho de custo e representa o valor orçado para o trabalho dividido pelo gasto real empregado pelo trabalho, quando já executado. 

Para calcular essa variação na conclusão, que representa custos abaixo ou acima do esperado, é preciso ter uma previsão de custo para cada etapa do processo, de acordo com uma fórmula:

VAC (Variação Na Conclusão) = BAC — EAC

Estimate To Complete (ETC)

Essa estimativa foca no processo de conclusão de um projeto, com o objetivo de indicar o custo que a empresa ainda terá para executar o trabalho restante. 

Como a conclusão de um projeto fica menor a cada dia, é preciso realizar essa estimativa com bastante frequência. O ETC é calculado de acordo com a fórmula:

ETC = EAC — AC,

AC (sigla para Actual Cost) significa custo total e representa o custo real do trabalho que foi feito até o momento.

Publique relatórios e outros conteúdos no Diário Oficial da União

Pelo portal Diário Oficial-e, é possível publicar relatórios, documentos, editais, atas e outros informativos no Diário Oficial da União, dos Estados e dos Municípios de forma prática e com auxílio profissional. 

Navegue pelo site para conhecer mais sobre os serviços do Diário Oficial-e.

Você também pode gostar

Deixe um comentário