Entenda o que é o patrimônio líquido e como calculá-lo

O que é patrimônio líquido?
3 minutos para ler

Manter o equilíbrio financeiro da organização é imprescindível para que o negócio cresça. Uma das principais maneiras de fazer isso é elaborar um planejamento baseado em dados sólidos e monitorá-lo. Dentre os dados que devem ser considerados, podemos destacar o patrimônio líquido, o qual é calculado a partir dos ativos e passivos da empresa.

Além de ser fundamental para garantir uma boa gestão financeira, o patrimônio líquido é utilizado para elaborar o balanço patrimonial anual da empresa, o qual deve ser publicado em diários oficiais e jornais de grande circulação. A divulgação desse demonstrativo financeiro é obrigatória por lei, e o seu não cumprimento pode acarretar sanções legais.

Apesar de tamanha importância, muitos não sabem o que é patrimônio líquido e têm dificuldades em realizar o cálculo para gerirem seus negócios e cumprirem com as obrigações legais.

Por conta disso, o artigo de hoje explica o que é patrimônio líquido e como calculá-lo. Boa leitura!

O que é patrimônio líquido?

O patrimônio de uma empresa pode ser classificado em dois tipos: bruto e líquido. Enquanto o patrimônio bruto (PB) corresponde à soma de todos os bens e ativos da organização em um determinado período, o patrimônio líquido (PL) condiz com a diferença entre o PB e as obrigações financeiras que ela possui. Nesse sentido, o PL representa o patrimônio real de uma empresa, e por isso seu cálculo é tão importante.

O que é o ativo e passivo da instituição?

Antes de saber como calcular o patrimônio líquido da sua empresa, é importante compreender dois conceitos fundamentais dessa operação: ativo e passivo. O ativo corresponde aos bens e direitos da organização, tais como:

  • Bens móveis: equipamentos, veículos e produtos em estoque;
  • Bens imóveis: terrenos e prédios;
  • Bens tangíveis: mobília, eletrodomésticos e dinheiro em caixa;
  • Bens intangíveis: marca, patentes, direitos autorais e capital intelectual;
  • Direitos: dividendos e títulos a receber.

Já o passivo corresponde às obrigações financeiras da empresa. Há o passivo circulante, que representa as despesas que devem ser pagas em até 12 meses (conta aluguel, imposto e salários), e o passivo não circulante, que se refere às despesas que devem ser pagas em longo prazo, ou seja, em mais de 12 meses (financiamentos).

Como calcular o patrimônio líquido da empresa?

Como mencionado, o patrimônio líquido corresponde à diferença entre os ativos e passivos de uma empresa, de modo que é possível expressar a operação a partir da seguinte fórmula:

Patrimônio líquido = Ativos – Passivos

Lembre-se de que os ativos coincidem com todos os bens e direitos da empresa, e os passivos, com todas as obrigações financeiras. Portanto, cada um deles deve ser somado antes de calcular o patrimônio líquido. 

Publique com o Diário Oficial-e

Agora que você já sabe o que é patrimônio líquido e pode efetuar o balanço financeiro de sua empresa de forma adequada, conte com o Diário Oficial-e para realizar a publicação no Diário Oficial do Estado ou da União de seus demonstrativos financeiros e outros documentos!

Você também pode gostar

Deixe um comentário