Talvez o título deste texto tenha te assustado ou incomodado um pouco, afinal, faz parte da rotina de um advogado estar sempre muito atarefado. Porém, quando isso começa a gerar problemas, é preciso tomar providências. É nesse contexto que entra a gestão de tempo.

Ela se faz essencial para aumentar a produtividade e as chances de êxito na profissão, e também para evitar prejuízos e até problemas de saúde.

Neste texto explicaremos as consequências da má gestão de tempo e daremos sugestões de como evitá-las. Confira!

Advocacia: uma profissão multitarefada por natureza

Na advocacia, as possibilidades de atuação são tão amplas que é impossível delimitar o número de atividades típicas desse ofício — sem contar que advogados precisam estar sempre pronto para imprevistos, como fazer um recurso, pegar uma causa urgente, entre outros.

Tudo isso é da natureza da advocacia. Se você a escolheu como profissão, certamente é porque sabe que os pontos positivos compensam todo esse esforço. Sendo assim, não deixe que a falta de tempo seja uma desculpa para prejudicar sua profissão!

Consequências da má gestão de tempo

Perda de prazos

Terror de todo advogado, a má organização do tempo pode causar a perda de prazos processuais, gerando danos ao processo e ao cliente.

Erros

Além de perder prazos, a pressa pode causar desatenção e provocar erros que custem o sucesso de um processo ou a perda de um cliente.

Prejuízos financeiros

Obviamente, os itens acima citados podem acarretar na perda de dinheiro também.

Problemas emocionais

Pesquisas apontam que a advocacia é uma das 5 profissões mais estressantes. A má gestão de tempo certamente desempenha algum papel nessa estatística devido ao estresse causado pelo acúmulo de afazeres.

Falta de tempo para lazer e vida pessoal

A saúde do advogado, a sua família e os amigos também são afetados pela má gestão de tempo.

Dicas para melhorar a gestão de tempo

Existe um provérbio em inglês que diz: “Work smarter, not harder”, ou seja, em vez de trabalhar mais, trabalhe de forma mais inteligente. É nisso que consiste gerir o tempo: não necessariamente reduzir o número de afazeres, mas otimizar o tempo gasto neles.

Para evitar os problemas do item anterior, confira essas sugestões:

1. Seja adepto do planejamento

Reserve um tempo da semana para definir prioridades, conferir ordens de vencimento dos prazos e verificar pendências. Depois disso, organize-se segundo as atividades mais urgentes e/ou aquelas que causarão mais prejuízos se forem postergadas.

2. Use apps e softwares a seu favor

A tecnologia trouxe vários recursos que podem ajudar na gestão de tempo, no acompanhamento de prazos e em vários outros aspectos. Procure algum que atenda às suas necessidades ou aproveite funções do seu próprio celular ou computador (bloco de notas, calendário de alarmes etc.) para isso.

3. Trabalhe com agendas ou listas

Um método adotado por muitos é a lista. Consiste em enumerar tudo o que é necessário fazer e marcar um sinal ao lado do que já foi feito. Isso pode ser feito com planilhas manuais, no Excel, na agenda ou por meio de qualquer ferramenta de sua preferência.

Se esse tipo de método lhe causar mais ansiedade, procure outro para lembrar e monitorar suas tarefas.

4. Contrate empresas especializadas

Não hesite em buscar profissionais especializados para funções que podem ser delegadas, como cálculos judiciais, controle financeiro, publicações em diário oficial, publicidade legal etc.

5. Pense em longo prazo

Ao tomar cada decisão (seja com clientes ou na gestão do escritório), considere os efeitos em médio e longo prazos. Dessa forma, evita-se a perda de tempo no futuro.

6. Dedique tempo obrigatoriamente a si mesmo

Estabeleça o compromisso de retirar alguns momentos do dia ou da semana exclusivamente para fazer algo que lhe dê prazer, como praticar um esporte, cuidar da saúde ou estar com alguém.

Não deixe para fazer isso apenas “quando sobrar tempo”: crie um espaço obrigatório na agenda para isso. Dessa forma você reduz o risco de estresse e, ao retornar às atividades profissionais, sua produtividade é maior.

Não deixe que a falta de tempo seja uma desculpa para prejuízos, erros e perda de qualidade de vida! Se você tem outra dica para melhorar a gestão de tempo, deixe um comentário!

Leia Também

Deixe seu comentário