O que é o livro-caixa?

O que é o livro-caixa?
3 minutos para ler

No livro-caixa, constam informações cruciais acerca dos recebimentos e pagamentos de uma empresa. Acompanhe todas as informações e veja como publicar no Diário Oficial da União. 

O livro-caixa é o local em que ficam registrados todos os pagamentos e recebimentos em dinheiro, de acordo com a data (dia, mês e ano) em que ocorreram. 

Saiba mais: Como comprovar o tempo de contribuição no INSS.

O que é o livro-caixa

O livro-caixa, ainda que seja de uso facultativo, auxilia muito as empresas na hora de realizar o registro contábil. O livro tem como principal objetivo ajudar no controle dos lançamentos inéditos de entradas e saídas do caixa da empresa. 

Quando uma empresa é fundada, um dos pilares de sua consolidação está no controle financeiro de lucros e despesas. Por meio do livro, é possível manter o controle pessoal da empresa, o que pode ajudar, e muito, na hora de elaborar documentações, como o Imposto de Renda. 

O livro-caixa é, geralmente, de responsabilidade do departamento responsável pela execução dos pagamentos de contas e recebimento de receitas, ou seja, a tesouraria. Também pode ser adotado por entidades com ou sem fins lucrativos. 

Estruturação do livro-caixa

 

  • Data do início de cada registro

 

Logo no começo do livro, é fundamental anotar as datas de cada registro que será feito. Importante notar que o saldo anterior às transações deve estar constado na primeira linha do livro. 

Assim, antes de iniciar outro mês, é possível saber qual era o saldo inicial registrado anteriormente. 

 

  • Histórico

 

Na segunda parte do livro, a empresa elabora um histórico suscinto, com descrições de tudo o que foi feito. Quando uma conta é quitada, por exemplo, ou se há pagamento para fornecedor, é obrigatório registrar a transação no livro. 

O histórico do livro-caixa muito se parece com um histórico escolar, já que descreve o nome de todas as contas e os valores de cada uma. 

 

  • Créditos

 

Os créditos seriam as entradas de recursos, ou seja, tudo o que foi recebido em dinheiro, que também deve constar no livro. Não se deve confundir créditos na contabilidade com os créditos bancários (pois são opostos). 

 

  • Débitos

 

Os débitos, por outro lado, são as saídas de dinheiro, ou seja, pagamentos feitos pela empresa, que devem ser registrados no livro-caixa. 

 

  • Saldo total

 

O saldo total deve estar na última coluna do livro e precisa ser registrado diariamente. O cálculo é feito ao somar o saldo restante do dia anterior com as entradas, e depois basta subtrair as saídas. 

Como preencher o livro-caixa

Depois de estar com o livro montado, o preenchimento deve ser feito de acordo com a data de cada movimentação financeira para que o livro seja usado como um verdadeiro documento de análise dos valores em caixa. 

Além disso, cada operação deve ocupar uma linha, ainda que a entrada e saída seja referente a um mesmo fornecedor, por exemplo. 

Publique documentos no Diário Oficial da União pela internet

O livro-caixa é muito útil na hora de elaborar documentações, como Imposto de Renda, que devem ser publicadas no Diário Oficial da União. Com auxílio do portal Diário Oficial-e, as empresas podem publicar no Diário Oficial da União, dos Estados e dos Municípios pela internet. 

Navegue pelo site e saiba como!

Você também pode gostar

Deixe um comentário