Powered by Rock Convert

A aprovação no exame da Ordem dos Advogados dos Brasil é uma das principais ambições dos estudantes ou recém-formados em direito. Na mesma medida, o exame é um dos maiores desafios enfrentados por bacharelandos e bacharéis na área.

De fato, o índice de reprovação no exame da ordem é altíssimo, pois exige bastante conhecimento técnico dos examinados.

Apesar disso, observando as estratégias adequadas é possível alcançar a tão sonhada aprovação, inclusive antes da formatura. Deseja saber quais as vantagens de ser aprovado na OAB antes de formar? Quer descobrir as principais dicas para a aprovação? Fique conosco e acompanhe no texto as melhores estratégias para se preparar para o exame.

O que é o exame da OAB?

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) é a entidade responsável pela representação dos advogados e regulamentação do exercício da advocacia no país. Além disso, a OAB é também incumbida da aplicação do Exame da Ordem dos Advogados do Brasil.

De acordo com o Estatuto da OAB (Lei n. 8.906/94), a aprovação do bacharel em direito no exame da ordem é um dos requisitos básicos para sua inscrição na entidade e para o exercício regular da advocacia.

O exame tem como principal objetivo medir o conhecimento técnico do examinado, bem como constatar se ele se encontra apto para o exercício da advocacia. Assim, a aprovação no teste da ordem é imprescindível para todos aqueles que pretendem seguir carreira na área.

Como funciona o exame da OAB?

O exame da ordem é unificado em todo o país e é aplicado cerca de três vezes por ano, na maioria das vezes pela FGV, com a publicação de edital geralmente nos meses de janeiro, maio e setembro.

Ele é composto por duas fases, sendo ambas eliminatórias. A primeira delas é objetiva e contém aproximadamente 80 questões referentes às disciplinas obrigatórias nos cursos de direito. Para aprovação na primeira fase, o examinado deve acertar no mínimo 50% da prova, não sendo admitida consulta.

Já a segunda fase é discursiva. Ela inclui a redação de uma peça profissional privativa de advogados e questões para solução de problemas, devendo o candidato alcançar no mínimo nota seis. Essa fase será referente à área que o aluno escolher, entre as quais podemos destacar:

  • direito empresarial;

  • direito penal;

  • direito civil;

  • direito trabalhista;

  • direito tributário.

Qual a sua importância?

Dada a relevância da advocacia para a sociedade, sendo considerada inclusive função essencial à administração da justiça, conforme disposição expressa da Constituição Federal, é imprescindível que sejam empregados meios eficientes para garantir a excelência dos serviços de advocacia prestados no país.

O exame da OAB é um desses instrumentos, e permite aferir se o examinado tem o conhecimento básico necessário para advogar, assegurando assim a qualidade da advocacia no país e beneficiando a sociedade como um todo.

Quais as vantagens de ser aprovado no exame da OAB antes de formar?

Considerando que a aprovação no exame da ordem é um dos requisitos mínimos para o exercício da advocacia, o ideal é que o interessado seja aprovado antes mesmo da formatura. Apesar disso, é importante observar que, segundo o edital da prova, os bacharelandos só poderão prestar o exame a partir do último ano do curso de direito.

Prestar o exame no último ano do curso é um ótimo plano para a aprovação, principalmente por que o candidato terá três chances durante o ano e, sendo reprovado antes de se formar, não terá nenhum prejuízo para sua a vida profissional.

Além disso, prestando o exame durante a faculdade as chances de aprovação são maiores, uma vez que no curso de direito o examinado está em contato diário com as matérias exigidas no teste.

Por fim, ainda que o aprovado não possa exercer a advocacia antes de sua formatura, com a aprovação fica muito mais fácil começar a direcionar sua carreira, assim como a estruturar e ampliar sua rede de contatos, tendo maiores chances de sucesso logo no início de sua trajetória como advogado.

Quais as melhores estratégias para a aprovação?

Uma primeira dica é estudar para o exame da ordem desde a faculdade. Isso possibilita que o estudante adquira o conhecimento aos poucos e de forma consolidada, o que contribui muito para a sua futura aprovação no exame.

Além disso, fazer um estágio durante a faculdade também pode ser muito proveitoso, já que permite ao bacharelando atuar com o direito na prática. Essa experiência pode auxiliar o examinado principalmente durante a segunda fase do teste, na qual ele deve elaborar uma peça e solucionar as questões práticas apresentadas.

Uma leitura atenta do edital é de fundamental importância para a aprovação no exame da ordem, principalmente para compreender o seu funcionamento e ter informações sobre as datas das provas, recursos e critérios de correção.

Além disso, refazer as provas anteriores também é uma boa forma de alcançar a aprovação. Isso porque a banca costuma manter um padrão de assuntos cobrados, questões e correção. Estando familiarizado com esses fatores, fica muito mais fácil obter um desempenho satisfatório no exame.

Todavia, para isso é importante prestar atenção nas datas das provas, evitando as provas anteriores à unificação do exame em 2009, e priorizando as mais recentes, principalmente para evitar o risco de resolver questões desatualizadas.

Por fim, uma dica de ouro é dar atenção ao Estatuto da Ordem e ao Código de Ética da OAB durante a preparação para a primeira fase. Eles têm um grande peso na prova objetiva e têm menor extensão quando comparados às demais matérias. Assim, se você dominar esses assuntos fica muito mais fácil atingir a pontuação mínima necessária para a aprovação na primeira fase.

Apesar dos desafios existentes, priorizando prestar o exame da OAB antes de formar, e prestando atenção nas dicas trazidas neste texto, fica muito mais fácil garantir a sua aprovação. Além disso, passar no exame facilita a sua inserção no mercado de trabalho e impulsiona a sua trajetória na advocacia, antes mesmo de sua formatura.

E aí, gostou do post? Deseja saber mais sobre o assunto e receber nossos conteúdos? Então, assine a nossa newsletter!

Leia Também

Deixe seu comentário