DOU

Conheça aqui as novas regras para o FIES que serão aplicadas já no ano que vem, e veja como se programar.

A partir do ano que vem (2018), todos os estudantes que planejam fechar contrato com o Financiamento Estudantil (FIES) terão que lidar com as novas regras do programa, como pagamento do empréstimo através de débito automático, entre outros. Confira todos os detalhes.

Primeiramente, entenda melhor como funciona o programa do FIES.

As mudanças que serão citadas valerão para todos os contratos firmados em 2018, e além do débito automático no salário (comentado acima), o MEC também anunciou que o programa passará a oferecer três tipos diferentes de contratos, os quais mostraremos a seguir.

A partir de 2018 os estudantes terão que optar entre três categorias de contratos. Confira de perto os detalhes de cada um:

Programa FIES 1

·         Público a que se destina:

Indicado para os alunos com renda familiar per capita de três salários mínimos ou menos;

·         Juros:

Até o momento não há informações acerca de taxas de juros;

·         Pagamento:

O pagamento das prestações deverá ser feito com parcelas de, no máximo, 10% da renda mensal do estudante, que será compensado através de débito automático, seja do salário ou do rendimento da empresa (se aberta no nome do beneficiado);

·         Número de Vagas:

A previsão é de que haja cerca de 100 mil vagas disponíveis;

·         Fonte dos recursos:

Fundo derivados dos recursos da União.

Programa FIES 2

·         Público a que se destina:

O perfil 2 é destinado para os estudantes com renda per capita familiar de até cinco salários mínimos, e que sejam residentes da região Norte, Nordeste ou Centro-Oeste;

·         Juros:

Estima-se que a taxa de juros seja de 3% somada correção monetária;

·         Pagamento:

O pagamento, assim como no caso do contrato 1, deve ser feito com parcelas de, no máximo, 10% da renda mensal, que pode ser o salário ou rendimento de empresa aberta no nome do beneficiado. O desconto também será feito automaticamente todo mês;

·         Número de Vagas:

A previsão é que sejam ofertadas 150 mil vagas;

·         Fonte dos recursos:

Segundo o MEC, os recursos provêm de fundos constitucionais regionais;

Programa FIES 3

·         Público a que se destina:

Projetado para todos os estudantes com renda per capita familiar de até cinco salários mínimos;

·         Juros:

A previsão é de que será superior a 3%, mas ainda assim menor do que as taxas bancárias privadas;

·         Pagamento:

O pagamento acontece como nos dois casos anteriores, com descontos automáticos de até 10% da renda do aluno (seja do seu salário ou do rendimento de empresa aberta em seu nome);

·         Número de Vagas:

Estima-se que sejam ofertadas 60 mil vagas, com a possibilidade adicional de 20 mil vagas com recursos do FAT;

·         Fontes dos Recursos:

Fundos regionais de desenvolvimento e BNDES.

 Realize publicações e consultas no DOU (Diário Oficial da União) de forma prática

Com o Diário Oficial-E os cidadãos conseguem realizar consultas, que permitem acesso, de forma gratuita, aos conteúdos de relevância pública, documentados pelo Governo e também pelo setor privado, seja no DOU ou nos DOEs (Diários Oficiais dos Estados).

Navegue pelo site para conferir mais informações.

Leia Também

Deixe seu comentário